quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Alcunhas & Parvoeiras :)


Quando eu era nova e inconsequente…, bem, esta frase está estranha, vou tentar reformular, hum, inconsequente ainda sou, e nova igualmente, bem, então quando eu era mais nova e mais inconsequente e andava no colégio, eu tinha uma amiga.
         Bem, eu tinha muitas amigas! Mas verdadeira como aquela, não, era única e exclusiva! Mas o que eu queria dizer era que nós éramos inseparáveis até a mudarem de colégio… mas mesmo assim não perdemos o contacto porque éramos tipo Rocky e a Amiga…
         Sobrevivemos a mudanças de colégio, idas para a faculdade, mudanças de cidade, os meus romances esporádicos e rápidos e a sua relação hiper-estável, a mudanças de rede de telemóvel, a faltas de carregamento… mas algo que permaneceu foi a amizade! Essa simplesmente ficou! O que também ficou foi a Partilha do dia de Aniversário 25, apesar de uma ser de Maio e a outra de Junho.
         O que eu queria dizer é que as Duas Estarolas, cada qual tinha a sua alcunha, eu, ahahahahah, eu era a Plantinha de Cannabis, como eu me ria muito, significava que andava a cheirar as minhas próprias folhas e ela era o cacho que uvas, porque o álcool não fermenta com ela… completamente imune aos efeitos do álcool…
         Para mim a vida fazia sentido, era engraçado… a minha mãe não gostava, aliás, abominava completamente a palavra… achava despropositado, mas foi algo que ajudou a sobreviver ao liceu, duma forma mais leve.
         Sempre tive imensos “apelidos” desde
·        Mar
·        Marrie
·        Liberdade, o mais habitual,
·        A bombeira, na faculdade
·        Mimi, para a família
·        Mas aquele que me faz sentir bem, mesmo no pior dia de sempre e que simplesmente faz sentido: «PLANTINHA DE CANNABIS»
É saudável ter uma alcunha, é excelente ter uma alcunha, desde que não seja em tom de gozo, mas no grupo certo, no momento certo, porque vai ser um dos elementos que nos vai moldar a personalidade, os pais não podem proibir, devem sim estar atentos e apoiar. A minha alcunha era inofensiva mas há pessoas que infernizam a vida de outras com alcunhas ofensivas!
Obrigada à minha cacho de uvas que ainda hoje me é essencial, que ainda ouve as minhas paixões e desamores, as tristezas e felicidades.
A minha gémea siamesa pela unha!

3 comentários:

  1. sou eu!!! ahahah :D oh minha plantinha de cannabis...mary do meu coraçao...siamesa pela unha...se alguem soubesse metade das nossas historias, METADE, acho qe qdo fossemos a andar na rua as pessoas passavam para o outro lado por pensar qe somos loucas doidas varridas xD realmente foram as alcunhas e parvoeiras qe nos fizeram aguentar o liceu, mas sem tu maninha nd disso seria possivel! e realmente comprova-se, de tdas, a alcunha qe te assenta melhor é sem sombra de duvidas 'plantinha de cannabis', nao ha ninguem mais maluco qe tu, sempre em extase, basta xeirar umas folhinhas e pronto..tudo em paz! xD es unica e insubstituivel! amote do fundo do coraçao 4ever&ever <3 Ass: cacho de uvas ;D

    ResponderEliminar
  2. ah! devo acrescentar qe foi de muito mau gosto teres.me deixado ao penduro pela unha durante um mes inteiro..mas ao menos por tua causa n houve qecas durante esse periodo, tavas a tapar :D

    ResponderEliminar
  3. mais uma coisinha, ades.me explicar donde veio aquela do rocky e amiga :D eu sou o rocky certo? xD es linda bebe <3

    ResponderEliminar

Ola! Gostaste do post? Tens alguma opinião sobre o assunto?
Comenta ;)
Saudações Negras

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...