quinta-feira, 11 de agosto de 2011

METAMORFOSE


Metamorfose

         O meu blog está-se a tornar na minha dissertação antropológica.

         Ontem fui convidada para jantar em casa de um amigo… amigo este que me avisou logo que era dia de BOLA, Portugal x Luxemburgo, em que o Luxemburgo além de ter sido roubado no quarto de hotel, sofreu uma derrota redonda no relvado, Portugal goleou-o completamente e agora se o Luxemburgo for como uma equipa nacional, o Benfica, vai alegar que foi roubado primeiramente no hotel e posteriormente roubadinho em campo…! Bem mas eu pensei «mesmo à gajo»!
         A verdade é que eu sabia e ele foi o primeiro a admitir que facilmente o convencia a ver um DVD com uma comédia romântica e que acabávamos a noite com ele a chorar, porque o protagonista tinha morrido… Sim actualmente, os homens são uns lamechas chorões, que é feito daqueles que nos protegiam? Os actuais se nos tentarem raptar, eles dão um berrinho muito agudo e deixam-nos levar assim e depois pagam o resgate.
         É um facto, admitido por homens, que o homem facilmente se muda, qualquer homem se molda de certa forma, já no entanto é mais difícil mudar uma mulher.
         Julgo que se deve ao facto de sermos casmurras e orgulhosas, os homens não nos conseguem mudar, nós é que nos adaptamos por iniciativa.
         Sou da opinião de que a mulher tem o dom da metamorfose parcial, tentamos adaptarmo-nos ao que eles gostam, perdendo um pouco de nós, da nossa essência com cada homem que faz parte da nossa vida.
         Ele gosta mais de um determinado par de calças? Nós usamo-lo mais vezes… Ele não gosta das nossas botas de tachas… simplesmente deixamo-los de parte… apesar de serem os nossos preferidos! Ele gosta mais de um determinado tipo de musica, musica essa que nunca tivemos intenção de a ter no nosso reportório? Ouvimos e aprendemos a gostar.
         No entanto, quando nos sobe a mostarda Dijon ao nariz, voltamos a nós próprias e até por termos usado as calças mais vezes do que queríamos, nós mulheres culpamo-los! Apesar de os homens não terem culpa nenhuma, nunca nos pediram para só usarmos aquelas calças! Apenas fizeram um comentário que talvez demonstrasse agrado nas ditas calças e talvez nunca mais tenham reparado nas calças até as termos usado em 19 dos 20 encontros é que lhes tenha passado na cabeça que se calhar ela está com dificuldades financeiras e não possa comprar outro par de calças!
         Nós vamos para o ginásio, para lhes agradar desde que eles não nos peçam… não fazemos nada que eles queiram, Ahah, temos a necessidade de pensar que a ideia é nossa e que lhe vai agradar e ficará surpreendido! Temos a necessidade básica de agradar e de surpreender.
         Talvez por isso aquando solteiras não sabemos o que somos realmente porque passamos a depender exclusivamente do que gostamos e isso deixa-nos confusas.
         Tive um pseudo-relacionamento com um metaleiro comecei a pintar as unhas de negro para combinar com toda a escuridão da paleta de cores da sua roupa, comecei a ouvir música que nunca me tinha agradado e passei a gostar. Também quando acabamos sonhei que ele estava vestido de amarelo, AhAh, amarelo agonia. Namorei com um rapaz que em tudo gostava de gastar dinheiro marcas, roupas, relógios e afins, comecei a ligar ao que vestia, ao que dizia e ao que sentia.
         Todos os meus relacionamentos acabaram por si! Encontro-me em demanda pelo conhecimento do meu próprio ser! Solteira por opção! Nunca fiz aquele filme de ir passado meses à procura dele num bar onde o dito cujo parasse, nem de inventar merdas sobre ele… acabou, posso até conversar com o rapaz, mas não me rebaixo…
Acabou, Acabou, C’est la vie…
         Mas nesta demanda by myself descobri que nós, mulheres, se estivermos a escolher nem que seja uns iogurtes, porque nos apetece algo diferente demoramos 30 minutos e mesmo assim acabamos por levar o que não queríamos.
         Se vamos sozinhas às compras compramos malas, acessórios, sapatos, porque as malas, os relógios e acessórios e os sapatos jamais nos abandonarão, não nos deixarão de servir, ou se cansarão de nós … já para o resto da roupa precisamos de companhia para descarregarmos as culpas por termos comprado algo que não nos fica bem, ou que foi demasiado caro.
         Enfim, nós mulheres dizemos que os homens é que tem medo de compromissos mas nós é que nem com uma camisola, nos conseguimos comprometer… dizemos que eles não nos compreendem, mas nós é que não sabemos o que queremos!
         Nós mulheres somos simples camaleões que mudam de cor conforme o ambiente e o homem com quem estejam…





(Obrigada «Tide» por me teres ajudado com a nossa conversa, a escolher o tema para hoje!) 

3 comentários:

  1. sem duvida verdades! nós mulheres n sabemos o qe qeremos e como tal os homens n sabem o qe exigimos deles e isso, aos nossos olhos, sao eles qe ja estao a falhar..metamorfose é uma constante na vida de tdas nós...talvez no fundo seje mais facil adaptarmo.nos ao dito homem e respectivos habitos do qe contraria.los com os qe ja eram nossos e pois estamos sujeitas a despontar uma reacçao adversa e a deitar td a perder...a melhor relaçao mary é aquela em qe nao precisas de ser um camaleao, ainda qe acabes por te moldar sem dares conta, é inevitavel..é um bocadinho deles qe passa pra nós, mas garanto.te qe tb eles se moldam a nosso gosto, embora nc qeiram dar o braço a torcer

    ResponderEliminar
  2. isso dos homens fortes, protectores, corajosos e tal era no tempo dos gladiadores praí no imperio romano...dpois experimentaram levar no c* e ficaram tds a falar fininho...pelos vistos passaram os genes de geraçao em geraçao xD ahahah

    ResponderEliminar

Ola! Gostaste do post? Tens alguma opinião sobre o assunto?
Comenta ;)
Saudações Negras

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...