terça-feira, 8 de novembro de 2011

O meu HOJE

Aqui e Hoje
Te escrevo.

Do meu peito te quero arrancar!

Não vales nada,
Mas eu de ti gosto…

Eu e tu?
Não fomos só infelizes
Mas houve sempre
Um Eu e um Tu…
Nunca um nós…
Esse foi um dos maiores erros.

Maior ainda
Foi o erro de por ti,
Lobo escondido
Em pelo de carneiro,
Me ter deixado encantar.

Tens talento escondido
Encantador de mulheres
De charme cativante
Encantas por onde passas…

Mas sabes,
Hoje fui vacinada anti-charme
NÃO POSSO
NÃO DEVO
Mas acima de tudo
NÃO QUERO SENTIR NADA POR TI.

Quero-te longe do meu coração,
Afastado do meu caminho
Ausente no meu futuro
Porque tu?
Aquele que eu queria
Presente no hoje e no amanha,
Ficou perdido num ontem afastado,
Que a cada dia
Se afasta…
E se afasta…

A memoria começa a falhar,
Como se de Alzheimer se tratasse
Mas para já
Há coisas que ainda fazem confusão
Certos sitios e situações
Mas ainda dói…

Mas a tua voz
Melodia perceptível
A coração magoado
Acalenta e acende
Aquele lume,
Que arde mesmo não querendo…

Quero-te esquecer
Quero-te bem para longe do meu coração.

A minha escolha está feita e tu ajudaste.

Não vou lutar por quem
Mudar não consigo
Não vou sofrer por mero capricho.

Dou, assim, desta forma e por este meio, o fora da tua vida!

Au revoir…!


ElCorte Inglês, Gaia, 8 de Novembro de 2011

(Alguém caindo no esquecimento de uma peripécia razoavelmente intrigante dum coração apaixonado que se quer desapaixonar, sei que vais ver, que vens ler, sabes que tenho razão, espero que me deixes executar a difícil tarefa… pelo menos, não podes nunca dizerr que não te escrevi um poema ponderado mas saído no momento)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Ola! Gostaste do post? Tens alguma opinião sobre o assunto?
Comenta ;)
Saudações Negras

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...