sábado, 5 de novembro de 2011

Passear pelo Porto

O Porto…

Uma nação para muitos.
Para mim, é a margem norte do Douro.
Uma cidade cheira de maravilhas,
Desde a torre dos clérigos
Ao sorriso de uma criança.
Mesmo vivendo a 30km do Porto,
Podia passar 15 dias de férias
E mesmo assim precisava de voltar
Para ter tempo para tudo visitar.
No primeiro dia, levava farnel
E visitava o Palácio de Cristal
E os seus jardins,
Antiga Feira Popular,
Local que cativa pelos seus espaços verdes
E pela sua luminosidade,
Fazia um pic-nic,
Debaixo de uma grande arvore
Com vista para o Douro.
Visitar a Sé
E ter uma conversa com o bispo,
Para trocar pontos de vista e ideias.
Dar uma voltinha de metro,
Vendo o ISEP
e todas as outras faculdades
com que sonhamos à noite,
a passar pela janela.
Apanhamos o comboio
Para apreciar duas das principais estações de Portugal,
A Estação da Campanha
E a Estação de São Bento.
Ferias sem praia,
Não são férias,
E o porto tem uma bela combinação
Praia fluvial e praia marítima,
O sabor do rio ou o sabor do mar
Basta escolher onde ir no momento
E deixar a outra para o dia seguinte.
Atravessamos a Ponte D. Luís
E passamos do Porto a Gaia,
Vendo as maravilhas a Oeste do Douro,
Depois apanhamos o Comboio
Atravessando a Ponte D. Maria,
Verificando a beleza do Douro a Nascente.
Um dia a visitar as igrejas
Da Rua do Carmo,
Subir a Rua Sá da Bandeira
E pensar no fogo de artifício
Da Avenida do Aliados.
Provar um bom Vinho do Porto
E conhecer as suas caves,
A sua historia e a sua tradição,
O Parque Serralves
E o seu museu,
Com as suas colecções de arte contemporânea,
São um destino que não se pode perder.
No ultimo dia,
Podemos apreciar um bom espectáculo,
Na casa da musica,
E depois ir saborear umas boas tripas,
À moda do Porto,
Ou uma apetitosa fancesinha,
Na Foz,
Constatando que o Porto,
É um mundo de cor e luz,
De beleza, esplendor e maravilhas.
Já esta na altura,
Vamos ate ao Aeroporto Sá Carneiro,
Ver chegar
Aviões vindos de todos esses destinos paradisíacos
E pudermos rir na cara dos magnatas
Porque com pouco dinheiro,
Passamos uma belas férias,
Num mundo de cultura,
Mesmo que a 25 minutos de casa,
E ficamos a conhecer coisas
Sobre o nosso pais que eles desconhecem,
Apenas porque querem
Havai ou Caraíbas,
Cuba ou Brasil,
Austrália ou China,
Japão ou Marrocos.
E se mesmo com tantas coisas para fazer,
Ainda nos sobrar tempo,
Podemos ir ao cinema,
Ver montras,
E até fazer compras,
Ou simplesmente
Comprar um roteiro
E deixar-nos levar,
Por essas ruas desconhecidas
E viver uma aventura.
Para quê ir longe,
Se o belo é já aqui ao lado.




15 de Abril de 2009

Sem comentários:

Enviar um comentário

Ola! Gostaste do post? Tens alguma opinião sobre o assunto?
Comenta ;)
Saudações Negras

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...