sexta-feira, 23 de março de 2012

Beijo - parte II

Falaram me hoje na
Capacidade amnésica do dormir
Sim, é verdade,
O dormir faz-nos esquecer da vida
E do que acontece
Faz-nos acordar
Para o nosso recongito
Para o nosso interior real
Que apesar de nao querer
Recorda!

Ontem,
Depois de uma esplendida noite de sono
Um sonho completamente comatoso
A primeira coisa que me lembrei
Foi de beijo roubado
E tamanha saudade
Que tenho de um beijo roubado,
É curioso,
Uma beijoqueira, como eu,
Há já alguns meses que nao tem um beijo desses
Beijo roubado
Daqueles mesmo de deixar
Uma rapariga ofegante
Daqueles que nos fazem
Ganhar borboletas na barriga
Triste é de todo
Que os meus últimos beijos me tenham dado vontade
De cortar os pulsos

Escrevo vos este texto
Á partida de s. Bento
O que me faz rir
Perante tamanha ironia
O meu ultimo
Beijo desses
De nos deixar parvinhas
E sem qualquer capacidade intelectual
De reagir
Foi, aqui nesta mesma estacão ,
Há alguns, muitos
Meses atras

Apesar de nao querer
Sofri de saudade
De alguém que pensava
Já ter esquecido

É deprimente ?
Sem duvida
Sinto raiva dessa pessoa
Quando passa por mim
Sinto vontade de voltar ao dia em que acabamos
E ter-lhe dado mais meia dúzia de estalos
Bem, paciência

Life goes on....

Sexta feira...
Fim de semana...
Descanso...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Ola! Gostaste do post? Tens alguma opinião sobre o assunto?
Comenta ;)
Saudações Negras

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...