segunda-feira, 1 de abril de 2013

Tristeza...

Hoje,
tenho o coração destroçado,

partiu da terra mais uma alma pura,

Sim,
começo a achar que só os bons partem,
e a maldade perdura no mundo.



Hoje foi a despedida do meu querido colega e amigo,
Carlos Alberto Mendes Coelho,


Um dos muitos membros lá da UFP,
Um amigo que jamais esquecerei!

há pessoas que exigem respeito
outras que merecem ser respeitadas!

O Carlos por a pessoa que foi e é para mim,
a pessoa que mais me apoiou num dos eventos mais marcantes da minha vida,
aquela pessoa que tinha sempre um sorriso,
e que estava sempre tudo bem!

Vivemos muita coisa, e muita coisa foi pouco!



O Carlinhos era um Jovem-Homem  
de 28 anos,
mas era um grande Homem!

Deixou o mundo sem a sua luz no passado Sábado, Dia 30, 

Hoje, foi dia de funeral,
eu, que não entrava num cemitério desde que o meu avô faleceu em 2003, 
entrei hoje, 
para me despedir 
mas cada pá de terra que atiravam contra o teu leito assolava no meu peito como uma facada!
É horrível, ...

Custou-me tanto ver um homem tão grande,
numa pequena cama de madeira, que parecia tão frágil e pequenina,
Ver o meu amigo tão quieto quando tudo nele era vida!

Apesar da bonita cerimónia,
numa igreja cheia de pessoas que partilharam com ele experiências de vida, 
custou-me tanto 
ver o caixão a abrir-se 
e tê-lo ali, deitado à «espera que Deus o recebesse!»

Lamento, que tenha sido por este motivo que a minha capa do traje tenha saído à rua, 
Mas o meu amigo pode pisar pela última vez a vida académica :)
e, em parte, um bocadinho deste luto, que naquele momento todos nós que levavamos as nossas capas, partilhamos!

Tantos anos andamos nós a estudar para sermos enfermeiros, e deparamo-nos com a impotência de nos salvarmos ou salvarmos aqueles que nos são importantes!

Tantos anos, dedicou ele àquela Universidade, 
e na iminência de concluir a licenciatura
só lhe apareceram entraves, 
e este, o derradeiro, 
Roubou-nos um ser magnifico,
Um Bom Amigo,
Um companheiro de cábulas, 
Um colega de estágio com quem jogávamos ao Olho, suplicávamos massagens nos turnos de noite, ou a quem acordávamos ainda sonâmbulos a meio do descanso porque o telemovel dele estava farto de tocar!

Deixas saudade meu Amigo,
Disse à tua mãe o que gostava que dissesses à minha se fosse eu no teu lugar,

«Eras um bom homem, gostavas muito dela e que ela te educou bem!»

Não fui capaz de abordar a tua namorada, 
Desculpa, 
eu não sei o que sentimos quando somos mães, e isso torna mais fácil com que sintamos que não estamos a dizer babuzeiras, mas sei o que se sente quando se ama alguém, e pondo-me no lugar dela, só queria que me deixassem, chorar em paz, 
não quero Nunca sentir o que ela está a sentir, ou o que sentem os teus pais!

Repousa em paz,
se existir algo depois disto,
espero que desfrutes ao máximo,
e que guardes um espacinho para nós
Sinto muito a tua falta, meu amigo!




(imagens retiradas das paginas de apoio do fb ao nosso amigo!)

4 comentários:

  1. Andei com ele na escola de Guifões... A namorada dele foi minha colega de turma por cinco anos e, depois, no secundário, andamos na mesma escola. Fiquei chocada quando soube...

    R.I.P.

    ResponderEliminar
  2. Beijoka grande e muita força *.
    perder alguém custa sempre imenso.

    ResponderEliminar

Ola! Gostaste do post? Tens alguma opinião sobre o assunto?
Comenta ;)
Saudações Negras

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...