sábado, 18 de julho de 2015

Voltar a casa...

Voltar a casa... 




Mas que casa? 

Diz o povo que casa é onde o teu coração está... então o meu está dividido entre o Porto e Cortegaça...

Deixei metade do meu coração com o Paulo e a outra metade com a minha família...

Por isso não sei bem se cheguei a casa...

No entanto é aqui a minha morada oficial inglesa, a minha morada que se encontra no banco, no meu trabalho, onde recebo a minha correspondência oficial, onde pago renda, onde tudo... 

No entanto, é onde estou sozinha, onde me sinto abandonada...
Em casa do Paulo sinto-me confortável, em casa, em casa dos meus pais, bem, foi a minha casa, não é a mesma coisa, o cheiro já não é o meu, mas continua a ser casa :( 

Aqui é só a minha casa... o meu solitário quarto...
Onde sou eu, eu e eu...

O povo fala, que é fácil partir e deixar tudo... que o dinheiro é bom de ganhar...
Nada nesta vida é fácil e partir sozinho, sem conhecer ninguém nessa terra, sem conhecer nada e ir simplesmente sozinho não é nada fácil...

Porque cresces muito, mas perdes parte de ti e parte dos teus e acima de tudo perdes a noção de casa...



peça Pandora, preço 39€ na Pandora do Aeroporto Sá Carneiro, será a minha nova aquisição assim que tenha a minha casa e parte do meu coração perto de mim!*

Sem comentários:

Enviar um comentário

Ola! Gostaste do post? Tens alguma opinião sobre o assunto?
Comenta ;)
Saudações Negras

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...